04/3 – Dia Mundial da Obesidade


A obesidade e o sobrepeso acometem a saúde de mais de 2 bilhões de pessoas em todo o planeta. 4 de março é o Dia Mundial da Obesidade, data em que organizações e agentes focados em preveni-la e tratá-la, assim como combater seu estigma social, podem debater e compartilhar conhecimentos, buscando atuar de forma articulada e em sinergia nestas agendas.

Missão do Dia Mundial da Obesidade:

Aumentar a consciência: a obesidade é uma doença. Estamos aumentando a conscientização e melhorando a compreensão de suas causas raízes e das ações necessárias para resolvê-las.

Encorajar a defesa dos direitos: mudando a forma como a obesidade é abordada na sociedade, estamos incentivando as pessoas a se tornarem defensoras, levantando-se e pedindo mudanças.

Melhorar as políticas: criando um ambiente saudável que prioriza a obesidade como um problema de saúde, estamos trabalhando para mudar políticas e construir sistemas de apoio para o futuro.

Compartilhar experiências: juntos e mais fortes, estamos criando plataformas para compartilhar experiências, inspirando e unindo a comunidade global para trabalhar em prol de nosso objetivo comum.

Fatos sobre a obesidade:

– 800 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com obesidade;
– as consequências médicas da obesidade custarão mais de US$ 1 trilhão em 2025;
– pessoas que vivem com obesidade têm duas vezes mais chances de serem hospitalizadas se forem acometidas pela COVID-19;
– prevê-se que a obesidade infantil aumente 60% na próxima década, chegando a 250 milhões até 2030.

Pela definição da Organização Mundial da Saúde, obesidade é o excesso de gordura corporal, em quantidade que determine prejuízos à saúde. Uma pessoa é considerada obesa quando seu Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m2 e a faixa de peso normal varia entre 18,5 e 24,9 kg/m2. Os indivíduos que possuem IMC entre 25 e 29,9 kg/m2 são diagnosticados com sobrepeso e já podem ter alguns prejuízos com o excesso de gordura.

A obesidade é um dos principais fatores de risco para várias doenças não transmissíveis (DNTs), como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, acidente vascular cerebral e várias formas de câncer.

O tratamento inclui alimentação saudável com diminuição da ingestão de calorias e aumento da atividade física, podendo-se associar o uso de medicamentos. Em casos mais graves e refratários, pode ser indicado o tratamento cirúrgico.

Números da obesidade no Brasil:

Há 17 anos quatro em cada dez brasileiros apresentavam excesso de peso. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), de 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde, atualmente seis em cada dez brasileiros, tem obesidade ou sobrepeso, ou seja, cerca de 96 milhões de pessoas.

Se for analisada exclusivamente a porcentagem de adultos com obesidade, percebe-se que ela mais do que dobrou nesse mesmo período, indo de 12,2% para 26,8%. Não resta dúvida: torna-se urgente fazer algo.

Entre os adolescentes, 19,4% estão com excesso de peso, o que representa, aproximadamente, 1,8 milhão de indivíduos. E, entre eles, 6,7% já têm obesidade. O problema é mais prevalente nas meninas (8%) em comparação com os meninos (5,4%).

A PNS indica, ainda,: que na faixa etária dos 18 aos 24 anos, 33,7% de pessoas estão pesando além da conta. Na faixa entre 40 e 59 anos, a prevalência sobre para 70,3% dos indivíduos dessa idade estão com excesso de peso, isto é, a esmagadora maioria.

Na média geral, segundo a PNS 2019, 29,5% das mulheres têm obesidade — praticamente uma em cada três — contra 21,8 dos homens. O sobrepeso, por sua vez, foi encontrado em 62,6% delas e em 57,5% deles.

Neste 04/3/2021, no Brasil, o Painel Brasileiro da Obesidade organiza um webinar, em que organizações que atuam diretamente nestas agendas apresentarão diferentes perspectivas sobre o panorama da obesidade no Brasil e no mundo, a sindemia global e seus aspectos territoriais.

Confira se seu peso está adequado! Calcule aqui seu Índice de Massa Corporal – IMC

 

Fontes:

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso)

Instituto Cordial

Obesity Australia

World Health Organization

World Obesity Day

Notícias

Ver todas